Halia Pauliv de Souza

Compartilhe com seus amigos
  • 531
  •  
  •  
  •  
  •  


quer-adotarSou mãe adotiva.

Mãe adotiva? Família substituta? Não . Sou mãe como a maioria das mulheres é. Desejei ser mãe, recebi minhas filhas ainda bebês (anos 70), troquei fraldas, dei mamadeira, papinha, engatinhei junto. Ensinei andar de bicicleta, passei noites em claro, tive dias muito alegres e sofri na hora das doenças. Levei para escola, fui nas reuniões do colégio e já mais crescidas estudei junto, vibrei na colação do ensino médio , sofri na espera dos resultados do vestibular e vi a coroação de tudo na formatura da faculdade. Orientei e as preparei para saberem conviver com a história de suas vidas. Nada ocultei. Ensinei a respeitar a opção de quem as entregou e orar por quem as gerou. Sou apenas mãe. Adotei sim e me tornei mãe. Mãe que ama, erra, ri e chora, que é chata e também amiga. Olhando para o passado só há um arrependimento : porque esperamos tanto para decidir termos nossas filhas? Como elas mesmas dizem:-“daí não seríamos nós!”. Olhando para o passado só dá para dizer: VALEU !!!

Dados pessoais.

Moro em Curitiba, Paraná, onde fiz minha graduação: sou bióloga. No tempo de vida profissional dei aulas de Ciências Biológicas e desenvolvi projetos de Orientação Sexual Escolar. Paralelamente  era questionada sobre adoção, pois a realizamos pela via jurídica num tempo em que era comum a adoção clandestina. Foi assim que me envolvi com o trabalho de preparação dos pretendentes à adoção. Sou uma pessoa que acredita na causa da adoção.

 



Compartilhe com seus amigos
  • 531
  •  
  •  
  •  
  •